O prefeito de Novo Aripuanã (AM), Jocione Souza, defende o diálogo entre os garimpeiros de ouro instalados na região do Rio Madeira e os governos do Estado e Federal. “São famílias que estão atuando no garimpo na região há anos. Eles precisam ser assistidos de alguma forma pelo Estado e precisam desse diálogo para garantirem suas rendas”, explica.

De acordo com o prefeito, muitas das famílias instaladas no Madeira atuam no garimpo de ouro há mais de 40 anos.  “As balsas instaladas no Madeira, na maioria das vezes, não são apenas um local de trabalho, mas um local de moradia para as famílias. Por isso, envolve famílias que estão há mais de 40 anos trabalhando nessa atividade”, afirma.

Hoje (1/12), em Brasília, o prefeito Jocione se reúne com a bancada federal, juntamente com os demais prefeitos das áreas afetadas, para discutirem sobre a pauta de exploração de ouro na região do Rio Madeira e como proposta vai reforçar o diálogo entre garimpeiros e o governo. “É preciso ter diálogo para que preservemos a região e ao mesmo tempo consigamos dar atenção às família que atuam no garimpo”, explicou.

Ele destacou que a Prefeitura de Novo Aripuanã pretende dar assistência às famílias. “Nós estamos fazendo um levantamento pela Secretaria Municipal de Assistência Social, vendo os danos e prejuízos causados, para chegarmos a um entendimento com o governo de Estado e Federal, para ver uma forma de ajudar essas famílias, que estão há muitos anos na cidade”, informou.

Jocione disse ainda que a questão do impacto ambiental precisa ser discutida com todos os órgãos. “Toda a atividade humana tem impacto ambiental, mas é preciso se entender e não marginalizar essa ação. O extrativismo melhora a economia do município e da região, isso não pode ser desconsiderado”, afirmou.

Situação – A questão da exploração de ouro na região do Rio Madeira já resultou na Operação da Polícia Federal e Forças Armadas. No total, pelo menos 131 balsas utilizadas pelos garimpeiros foram apreendidas ou destruídas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode gostar

Ouvidor do TCE-AM determina que a SES-AM homologue contratação de biomédicos para cargo de farmacêutico-bioquímico

A decisão está no Diário Oficial Eletrônico (DOE) do TCE-AM desta quinta-feira (3) e é fruto de uma representação recebida pela Ouvidoria da Corte de Contas amazonense.

Wilson Lima entrega R$ 700 mil em fomento ao esporte e lança projeto para alcançar 5 mil crianças e adolescentes

Governador também entregou certificados de alta a pacientes com sequelas da Covid-19 e que passaram pelo processo de recuperação do projeto RespirAR