A ampliação do projeto RespirAR para unidades de saúde com oferta de atendimento em fisioterapia e Centros de Convivência deve alcançar 2.500 pessoas acometidas pela Covid-19 em processo de reabilitação. O anúncio dos novos locais de atendimento e da estratégia a ser utilizada foi realizado nesta quarta-feira (04/08) pelo governador Wilson Lima, durante cerimônia em Manaus.

De acordo com a Fundação Amazonas de Alto Rendimento (Faar), as equipes já trabalharam na recuperação de 200 pessoas por meio da reabilitação cardiopulmonar e física. Os avanços são resultado de sessões de fisioterapia e prática orientada de exercícios físicos. Ao todo 77 fisioterapeutas, 15 enfermeiros, 24 profissionais de educação física e 48 estagiários estão compondo o grupo, além de oito técnicos de enfermagem, quatro auxiliares administrativos e quatro supervisores.

O diretor-presidente da Faar, Jorge Oliveira, destacou que três estados do Brasil – Rio de Janeiro, Pernambuco e Paraná – solicitaram do Amazonas as orientações para aplicação do projeto RespirAR. Ele pontua que a vacinação, protocolos de segurança e esporte podem ser as principais armas contra a doença.

“Hoje o governador Wilson Lima coloca esse programa RespirAR como uma política de governo. Eu tenho certeza de que, com a união de esforços, inclusive da Assembleia Legislativa, vamos colocar esse projeto RespirAR como um programa de estado, até porque ele será o maior recuperador de pulmão pós-Covid”, disse.

Saúde – O projeto intersetorial envolve, além da Faar, as secretarias de Estado de Saúde (SES-AM) e de Assistência Social (Seas), o Fundo de Promoção Social e Erradicação da Pobreza (FPS) e a Agência Amazonense de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental (Aadesam).

O secretário de Saúde do Amazonas, Anoar Samad, explicou que o RespirAR é um projeto ligado ao programa Saúde Amazonas, obedecendo ao encaminhamento de pacientes atendidos nas unidades de saúde por meio da Central Unificada de Regulação e Agendamento de Consultas e Exames (Cura). Ele considerou a ampliação uma medida de extrema importância para as pessoas afetadas por sequelas da doença.

“É um projeto fantástico, tem academia, natação, temos uma piscina aquecida, temos um centro de fisioterapia também, com todos os equipamentos, e tudo isso oferecido pelo Governo do Estado do Amazonas. A pessoa não tem nenhum custo pra realização desse tratamento. Você que está com sequelas, com cicatrizes motoras da Covid-19, respiratórias, procure a unidade de saúde, peça encaminhamentos para o projeto RespirAR”, frisou Anoar Samad.

A aposentada Onélia Pantoja, 67, chegou a ser internada no Hospital e Pronto-Socorro 28 de Agosto e transferida para Santa Maria, no Rio Grande do Sul, em um período crítico da pandemia. Ela recebeu o certificado de participação no RespirAR e, emocionada, agradeceu o apoio dado pelo projeto.

“As lágrimas agora são de felicidade, pelo que passei, e eu estar aqui hoje, só Deus na minha vida. O que eu tenho a falar para as pessoas é que procurem o programa RespirAR, procure na Vila Olímpica, nos Centros de Convivência, porque é muito bom, gente. Só uma sessão de fisioterapia que paguei foi R$ 80, então eu não tenho essas condições. As pessoas que tiveram Covid-19 e agora estão melhores, procurem o projeto, que é ótimo”.

Locais de atendimento – Os locais de atendimento em fisioterapia serão a Policlínica Colônia Antônio Aleixo, no bairro de mesmo nome, zona leste; a Policlínica Codajás, na Cachoerinha, zona sul; a Policlínica João dos Santos Braga, no bairro Cidade Nova, zona norte; e a Policlínica Gilberto Mestrinho, no Centro; além dos Centros de Atenção ao Idoso (Caimi) Ada Viana, na Compensa, zona oeste, e André Araújo, na Cidade Nova.

Também vão ofertar fisioterapia e atividades físicas a Vila Olímpica de Manaus, localizada no Dom Pedro, zona centro-oeste; e os Centros de Convivência Padre Pedro Vignola, no bairro Cidade Nova; do Idoso, no bairro Aparecida, zona sul; e Magdalena Arce Daou, no bairro de Santo Antônio, zona oeste. As atividades incluem caminhada ao ar livre e na esteira, hidroginástica, alongamento e fortalecimento muscular, entre outras.

Os atendimentos de fisioterapia nas unidades de saúde e Vila Olímpica de Manaus acontecem das 8h às 17h, de segunda a sexta-feira. Já nos Centros de Convivência os são das 8h às 18h, também de segunda a sexta-feira.

Como acessar o serviço

1. O paciente é atendido na unidade de saúde e encaminhado e inserido na Central Unificada de Regulação e Agendamento de Consultas e Exames (Cura);

2. O paciente recebe autorização da consulta em fisioterapia em uma das unidades do projeto RespirAR;

3. O fisioterapeuta avalia o paciente e prescreve o melhor tratamento; e

4. A unidade executante define e agenda a quantidade de sessões.

Você pode gostar

A Pretium Enim Dolor Donec Eu Venenatis Curabitur

Aenean eleifend ante maecenas pulvinar montes lorem et pede dis dolor pretium…

Maecenas Tincidunt Eget Libero Massa Vitae

Aenean eleifend ante maecenas pulvinar montes lorem et pede dis dolor pretium…

Integer Maecenas Eget Viverra

Aenean eleifend ante maecenas pulvinar montes lorem et pede dis dolor pretium donec dictum. Vici consequat justo enim. Venenatis eget adipiscing luctus lorem.