A cada três pessoas que realizam teste diagnóstico para Covid-19, uma apresenta resultado positivo

O Amazonas entrou na fase laranja (risco moderado) na transmissão do novo coronavírus (SARS-CoV-2), após aumento na proporção de exames com resultado positivo para Covid-19, que atualmente é de 38%. A Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas – Drª Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP) alerta para a importância da manutenção das medidas não farmacológicas, como o uso de máscara e a higienização regular das mãos.

Os dados constam no boletim ampliado da Situação Epidemiológica da Covid-19, divulgado na sexta-feira (14/01) e disponível em https://www.fvs.am.gov.br/media/publicacao/____boletim_33_covid_-_19_4.pdf. Conforme o boletim, houve um acelerado aumento na média diária de casos confirmados nos últimos 14 dias (entre 30 de dezembro de 2021 e 12 de janeiro de 2022).

A maior parte do aumento foi identificado em Manaus, que registrava 20 casos diários em 30 de dezembro e passou a registrar 531 casos por dia, na quarta-feira (12/01). No interior do estado, a média diária de casos saltou de 85 para 117 casos por dia (entre 30 de dezembro de 2021 e 12 de janeiro de 2022).

Dos casos de Covid-19 registrados em janeiro de 2022, foi identificada maior ocorrência em mulheres, que representam 59% dos casos. A maioria dos infectados (83%) é de adultos, com idade entre 20 e 59 anos. Além disso, 57% dos pacientes confirmados para Covid-19 não possuem o esquema vacinal básico completo contra a infecção.

“É preciso que todos colaborem para que sejam mantidas as medidas não farmacológicas e que seja ampliada a busca pela vacinação. A disseminação da Covid-19 neste ano também pode estar associada às festas de fim de ano e a entrada da variante Ômicron”, destaca Tatyana Amorim, diretora-presidente da FVS-RCP.

Perfil – O aumento dos casos também se refletiu em aumento nas internações em leitos clínicos, mas não em Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Atualmente, há 31 pacientes internados em leitos de UTI na rede pública e 4 na rede privada. Em leitos clínicos, há 79 pacientes na rede pública e 17 na rede privada de Manaus.

“O aumento de internações por Covid-19 se deve principalmente ao elevado número de pessoas com esquema vacinal atrasado, ou seja, pessoas que já poderiam ter tomado a segunda dose ou a dose de reforço, mas ainda não se vacinaram. Nós identificamos que muitas pessoas internadas com Covid-19 estão nessa condição, com vacina atrasada”, destaca Daniel Barros, diretor-técnico da FVS-RCP.

Nos últimos 14 dias, a média móvel diária de óbitos apresenta estabilidade, com menos de 2 óbitos por dia.

Coinfecção – O novo boletim ampliado destaca também que o número de casos de coinfecção por Covid-19 e Influenza A subiu para oito, sendo sete casos de Manaus e um em Manacapuru. Dos casos de coinfecção, seis  são mulheres. A maioria (75%) é de adultos, com idade entre 20 a 59 anos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode gostar

Santa Casa tem obra embargada pela Prefeitura de Manaus e Iphan por ausência de licença

O prédio, abandonado desde 2004, foi leiloado e arrematado pela Fametro no ano passado, instituição responsável pelas obras.

Em tempos de retomada econômica, faculdade oferece cursos com até 70% de desconto no mês da Black Friday

As exportações cresceram 36% e o cenário atual é de recuperação da economia mundial.

Governo do Amazonas vai inaugurar mais cinco Cetis no interior, em 2022

Governador Wilson Lima já entregou, no total, oito unidades de ensino de tempo integral

Governador Wilson Lima anuncia a promoção de bombeiros militares do CBMAM

Promoções são referentes aos meses de abril, agosto e dezembro de 2020, e abril e agosto de 2021