O Instituto de Defesa do Consumidor (Procon-AM) fechou o ano de 2021 com mais de 90 mil ações voltadas à sociedade. Nesse número, estão inclusos atendimentos, audiências, fiscalizações e atividades dos novos setores do órgão, como o Núcleo de Apoio aos Superendividados.

“A gente tem um balanço de 2021 muito positivo. Nós atingimos 96,70% das nossas metas planejadas, o que é animador, pelo período que nós passamos em relação à Covid. Nós tivemos diversas ações, todas muito bem desenhadas pelo governador Wilson Lima e propostas por ele para o atendimento da população. Então, atingir mais de 90% das nossas metas é o principal combustível que nós temos para iniciar 2022”, resumiu Jalil Fraxe, diretor-presidente do órgão.

Das 90.051 atividades executadas no ano, a maioria corresponde aos atendimentos diretos ao consumidor – 53.630, no total. Mesmo durante os meses mais críticos da pandemia de Covid, o Procon-AM não parou com as ações e integrou a Central Integrada de Fiscalização (CIF), coordenada pela Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM).

Ao longo do ano, o Procon-AM realizou 4.956 fiscalizações, que atenderam demandas relacionadas a agências bancárias, postos de combustíveis, instituições privadas de ensino, hospitais e planos de saúde, supermercados, academias, drogarias, entre outros estabelecimentos. Além de Manaus, foram visitados 38 municípios do estado.

“Isso é uma marca que tem que ficar registrada, para que a população saiba que ela pode contar com os serviços do Procon-AM nos municípios mais longínquos, mais distantes da capital. (Estamos) trabalhando no processo de municipalização do Procon, onde as prefeituras assinam acordo com o Estado e criam os Procons municipais”, afirma Fraxe, acrescentando que, desde o início da gestão Wilson Lima, foram criados Procons em Tefé, São Gabriel da Cachoeira e Manacapuru.

Combate ao superendividamento – Em outubro de 2021, o órgão iniciou as atividades do Núcleo de Apoio aos Superendividados (NAS), que foi instalado com o intuito de ajudar no cumprimento da Lei nº 14.181/2021, também conhecida como Lei do Superendividamento.

A legislação atualizou o Código de Defesa do Consumidor (CDC) de modo a aumentar a proteção da população com muitas dívidas e a fomentar ações direcionadas à educação financeira. No Procon-AM, isso ocorre por meio de núcleos de conciliação e mediação de conflitos, além da revisão dos débitos pendentes. Até o fim de dezembro do ano passado, o setor realizou 31 atendimentos.

“É importante a gente falar do NAS com muito carinho, porque essa é uma batalha da Defesa do Consumidor. A atuação na questão do superendividamento nunca foi tão urgente e tão necessária. A lei traz obrigatoriedade de haver dentro do sistema de justiça esse núcleo, esse acompanhamento dos superendividados, podendo se estender aos Procons”, resume o titular do órgão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode gostar

Temporal em Manaus deixa mulher morta; Bombeiros buscam criança desaparecida em área soterrada

O temporal que atingiu Manaus, na manhã desta segunda-feira (17/01), deixou uma…

Com ‘Paredão’, Governo do Amazonas amplia combate ao crime em Manaus

Governador Wilson Lima destacou avanços no primeiro mês do sistema, que conta com 500 câmeras em pontos estratégicos.

Na semana do Natal, Prefeitura de Manaus terá 53 pontos de vacinação contra a Covid-19

Em todos os pontos estarão disponíveis a primeira e segunda doses e as doses de reforço, sendo a da Janssen em 17 pontos específicos.

Prefeitura fiscaliza veículos pesados para prevenir acidentes na cidade

A ação, que ocorreu na avenida Rodrigo Otávio, no trecho ao lado da praça do Japiim, teve o objetivo de verificar condições do carro