Medalha de bronze no Campeonato Brasileiro de Conjuntos de Ginástica Rítmica Ilona Peuker, seis atletas elevaram o nível do esporte amazonense no evento, que aconteceu em novembro, na cidade de Florianópolis, em Santa Catarina. A equipe contou com o apoio em passagens doadas pelo Governo do Amazonas, por meio da Fundação Amazonas de Alto Rendimento (Faar).

“Esse investimento é essencial para as atletas e toda a federação, uma vez que em um momento tão complexo como a pandemia, não mediram esforços para continuar na luta de representar o Amazonas em nível nacional. Nosso intuito é investir sempre nas melhorias para o esporte de alto rendimento do Amazonas e, também, com um olhar sensível para a base de onde surgem os futuros campeões”, afirmou o diretor-presidente da Faar, Jorge Oliveira.

As seis meninas disputaram na categoria infanto-juvenil (13 e 14 anos), conquistando a medalha na prova de cinco fitas (FOTOS:  Mauro Neto/Faar).

A professora do time baré, Giulia Pontes, falou sobre os desafios que o grupo enfrentou na preparação para a competição. “Foi um processo muito desafiador, porque tivemos que lidar com os treinamentos em um período de pandemia e foi uma situação que assolou todo mundo, então a gente precisava manter essas meninas focadas no esporte, e foi realmente muito difícil”, frisou.

Ainda sobre as atividades, Giulia explica que após os trabalhos on-line, as atletas passaram a se encontrar de forma presencial na casa de uma delas e depois no Centro de Ginástica do Amazonas, na Vila Olímpica de Manaus, praça esportiva administrada pela Faar.

“Quando voltamos para o ginásio, toda nossa motivação multiplicou, mas com toda aquela responsabilidade de se preparar o mais rápido possível, pois a competição estava muito próxima, tivemos três meses de treino para acertar as coreografias e ficamos muito felizes por ter conseguido trazer essa medalha”, comentou a professora.

Em 2021, 40 atletas da capital e do interior foram beneficiadas com passagens aéreas do Governo do Amazonas por meio da Faar (FOTOS:  Mauro Neto/Faar).

Conquista – As seis meninas disputaram na categoria infanto-juvenil (13 e 14 anos), conquistando a medalha na prova de cinco fitas. A atleta Ana Vitória, de 13 anos, falou sobre como foi para o grupo alcançar este resultado em Santa Catarina.

“A nossa preparação foi bastante corrida e intensa por conta da pandemia. A gente ficou em casa por bastante tempo e só voltamos ao ginásio faltando alguns meses para a competição. Então treinamos muito, sabíamos que quando chegássemos lá, seria bem difícil, pois teriam outros conjuntos muito bons. Mesmo assim, conseguimos nosso objetivo, em uma prova de fita, que não é algo fácil de fazer, é um aparelho complicado, e reconhecemos que o bronze foi muito bom”, concluiu.

As atletas que ficaram com o terceiro lugar no certame nacional são: Ana Carolina Pedrosa, Ana Vitória dos Santos, Ana Luiza Nascimento, Asheley Braga, Aessa Siqueira e Patrícia Moreno.

Passagens – Em 2021, 40 atletas da capital e do interior foram beneficiadas com passagens aéreas do Governo do Amazonas por meio da Faar. Ao todo, contabilizam-se 87 viagens para o incentivo do desporto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode gostar

Amazonenses participam de competição no Prêmio Berimbau de Ouro 2022, na Bahia

A atleta Kerolayne Vargas e o mestre de capoeira Ronaldo Vargas já se encontram em Salvador, graças ao apoio da Fundação Amazonas de Alto Rendimento

Copa André Luís de Futebol de Mesa é destaque na agenda esportiva

Além do futebol de mesa, o Campeonato Amazonense entra em sua penúltima rodada neste fim de semana

Brasil goleia a Índia em rodada de abertura do Torneio Internacional de Futebol Feminino

Competição começou nesta quinta (25/11)) com rodada dupla na Arena da Amazônia