O Governo do Amazonas, por meio da Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Estado do Amazonas (Adaf) prorrogou, de 30 de novembro para 15 de dezembro, o prazo para a atualização cadastral de animais nos 13 municípios amazonenses que integram o Bloco I do Programa Nacional de Vigilância para Febre Aftosa (Pnefa). Os produtores destas cidades deverão procurar de forma imediata uma Unidade Local de Sanidade Animal e Vegetal (Ulsav) para atualizar a situação de todos os animais existentes na propriedade.

Apuí, Boca do Acre, Canutama, Envira, Eirunepé, Guajará, Humaitá, Ipixuna, Itamarati, Lábrea, Manicoré, Novo Aripuanã, Pauini e Tapauá integram a segunda etapa de atualização. A atualização compreende bois, búfalos, cavalos, jumentos, mulas, suínos, cabras, ovelhas, galinhas, perus, patos, aves ornamentais, peixes e abelhas e deve ser feito em uma Unidade Local de Sanidade Animal e Vegetal (Ulsav).

O procedimento constitui uma das estratégias para manter o status sanitário de área livre de febre aftosa sem vacinação concedido pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) a esses municípios.

Além do atendimento presencial, os criadores podem efetuar a notificação, por meio do preenchimento de um formulário – que está disponível no site da autarquia – e encaminhá-lo, por e-mail ou Whatsapp para a Ulsav do respectivo município onde a propriedade está registrada.

O cadastramento animal facilita a fiscalização por parte da Adaf e oportuniza o enfrentamento de doenças e o acesso a uma estimativa do rebanho existente no estado.

Procedimento obrigatório, a atualização, caso descumprida, é passível de multa no valor de R$ 20 por animal de médio porte (ovinos, caprinos e suínos) não cadastrado, e de R$ 40 por animal de grande porte (bovídeos e equídeos).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode gostar

Governo do Amazonas prorroga Laudos Técnicos de Inspeção para empresas do PIM até junho de 2022

Documentos são indispensáveis para que as empresas possam contar com incentivos fiscais estaduais

Governo de Roraima alerta municípios para aumento dos casos de covid-19

A aplicação das doses contra a covid-19 é responsabilidade das prefeituras dos 15 municípios do Estado.

INSS divulga calendário de atendimento a comunidades ribeirinhas do Amazonas, Pará e Rondônia

Vale ressaltar também que os barcos cumprem os requisitos de acessibilidade para segurados e beneficiários com deficiência ou mobilidade reduzida. 

Primeiro sorteio da Mega-Sena de verão pode pagar R$ 28,5 milhões nesta terça-feira (25/01)

Nesta semana, a Mega-Sena terá um sorteio a mais, na primeira das nove Mega-Semanas do ano.