Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal do Trabalho, Empreendedorismo e Inovação (Semtepi), realizará três feiras de artesanato itinerante até o fim de novembro. Idealizadas pelo Departamento de Economia Solidária e Criativa (Desc), da Semtepi, as feiras têm por objetivo utilizar lugares estratégicos, para expor as mercadorias dos artesãos, além de oferecer espaço e estrutura para a exposição e venda dos produtos, promovendo capacitação empreendedora, como forma de reforçar a renda de várias famílias em Manaus.

A primeira feira será realizada na segunda-feira, 29/11, no hall principal da Secretaria Municipal de Educação (Semed), localizada no bairro Adrianópolis, zona Centro-Sul, ofertando 20 oportunidades para os artesãos cadastrados.

Pela segunda vez, a sede da Prefeitura de Manaus, situada no bairro Compensa, zona Oeste, também irá abrigar o projeto “Feira de Artesanato Itinerante”. Com a participação de 16 artesãos, dos mais variados segmentos, a feira acontece na próxima terça-feira, 30.

A última exposição do projeto, que encerra as atividades deste ano, está prevista para ocorrer na empresa RubberOn, no Distrito Industrial, zona Sul, na terça-feira, 30, e na quarta-feira, 1º/12, com a participação de 15 artesãos.

Apoio 

A gestão David Almeida deu uma atenção especial aos artesãos cadastrados na Semtepi, com a intensificação das feiras de Artesanato Itinerante. Ao longo do ano, aproximadamente 20 feiras foram realizadas em diversos pontos da cidade, com o intuito de beneficiar os artesãos, que tiveram 570 oportunidades para expor suas mercadorias.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode gostar

Campeãs indígenas: Irmãs conquistam ouro no Campeonato Amazon Grand Slam de Jiu-Jitsu

As irmãs que treinam desde os 5 e 3 anos de idade, tiveram o incentivo no esporte através dos pais, que são lutadores e, também, possuem uma academia na garagem de casa. 

Inscrições para o programa Conexões da Cigás se encerram nesta sexta-feira (19/11)

Iniciativa visa incentivo a projetos culturais, sociais, ambientais, esportivos e da área de saúde.

Etnodesenvolvimento: ‘Cachaça do Índio’ é produzida por artesãos indígenas com ingredientes tradicionais

Bebida 100% artesanal é um dos produtos naturais desenvolvidos pelos artesãos do Centro Yandé Muraki.

Registrado como Hitler, indígena consegue mudar de nome após comprovar que sofria preconceito e constrangimento

Assistido pela DPE-AM, homem ainda requereu a inclusão do povo e do clã indígena de origem depois de sofrer agressões físicas e verbais.