Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf), continua os trabalhos de recuperação emergencial da rede de drenagem profunda, que se rompeu ao lado do viaduto Jornalista Josué Cláudio de Souza, no final da avenida Duque de Caxias, com o início da avenida Jornalista Umberto Calderaro Filho, zona Centro-Sul, após as chuvas de segunda-feira, 22/11.

No local, as equipes da Seminf trabalham nesta terça-feira, 23/11, na substituição da rede rompida, que estava deteriorada por falta de manutenção, além da ação natural do tempo. Mais de dez servidores executam a implantação da caixa coletora bem mais ampla, com reforço de um rip-rap, que deixará a base sólida, evitando o afundamento da pista, e uma nova tubulação em concreto, que dará a passagem correta às águas. 

De acordo com o chefe da Divisão de Drenagem, da Seminf, Edinaldo Ramos, a antiga caixa, por onde passam as águas das chuvas, ficou completamente deteriorada e ocasionou a formação de uma grande cratera no local. 

“Iniciamos os serviços de imediato, escavamos a área, retiramos todos os destroços da antiga caixa e, agora, vamos implantar uma nova caixa, com fundo em concreto. Já iniciamos a colocação da nova tubulação, vamos fazer o fundo em rip-rap, para que tenhamos uma base sólida, depois formataremos a caixa com meio-fio duplo, faremos a concretagem, até que possamos levantar essa caixa bem próxima à altura da pista, para que tenha manutenção permanente.  A determinação do prefeito David Almeida e do vice Marcos Rotta é que os serviços sejam feitos de forma emergencial, com celeridade”, explicou Ramos.

Os trabalhos seguem em ritmo satisfatório. Se não houver ocorrência de chuvas, a previsão é que até a próxima semana os trabalhos sejam finalizados, com a aplicação da massa asfáltica na via. O trânsito no local segue fluxo normal, uma vez que a área não está sendo prejudicada. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode gostar

Wilson Lima anuncia maior abono Fundeb para profissionais da educação, com a injeção de R$ 482 milhões na economia

Benefício varia de R$ 12,6 mil a R$ 37,8 mil e será pago a 32,9 mil trabalhadores da Secretaria de Educação e do Cetam

APA do Rio Negro sob ameaça do lixo e da expansão imobiliária em Iranduba

A área, prevista para ter mais de 566 mil hectares e que deveria ser um imenso corredor verde de preservação da fauna e flora amazônica, já perdeu entre 2001 a 2020, mais de 70 mil hectares em áreas desmatadas

Saúde Amazonas: SES-AM entrega equipamentos para modernização na Maternidade Alvorada e no Icam

Hemocomponentes, monitores, incubadora, 30 novos computadores, entre outros, foram recebidos