Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), divulgou, nesta segunda-feira, 22/11, o resultado da chamada pública com a aprovação da Associação de Agricultores, Piscicultores e Agroindústria de Polpa de Frutas da comunidade São Sebastião II, para o fornecimento dos gêneros alimentícios da agricultura familiar para as escolas municipais. Os itens correspondem às exigências do Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae), no prazo de 12 meses.

O fornecimento vai atender toda rede municipal de ensino com 36 itens que compõem o cardápio da merenda escolar até o final deste ano e o primeiro semestre do ano letivo de 2022.

A entrega dos envelopes aconteceu no período de 25 de outubro a 16 de novembro. A abertura foi realizada na quarta-feira, 17, com a participação de 26 projetos, entre cooperativas e associações que trabalham com agricultura familiar. 

O presidente da Comissão da Chamada Pública e diretor de logística da Infralog da Semed, Mário Jorge de Paula, falou sobre a importância da chamada pública para a aquisição dos gêneros alimentícios.

“É um momento muito importante para toda a Semed e a Prefeitura de Manaus em geral, porque visa garantir a segurança alimentar das crianças, que é mais um avanço na gestão do prefeito David Almeida. Estamos fazendo essas aquisições para este final de ano e para o começo do exercício de 2022 com a agricultura familiar e com todos esses agricultores. Além de fomentar a agricultura do município e territórios próximos, vai garantir uma alimentação muito mais saudável para toda nossa rede de ensino”, contou.

Para o presidente do Conselho de Alimentação Escolar (CAE) do município de Manaus, Marcus Libório, a entidade acompanhou de perto a chamada, para ter conhecimento sobre os novos fornecedores, que vão oferecer os itens para os alunos de toda rede de ensino.

“A finalidade do conselho é no sentido de acompanhar o processo, no que diz respeito aos gêneros alimentícios, que são parte da merenda escolar. São atribuições inerentes ao conselho, que é acompanhar e fiscalizar de forma transparente todo esse processo. A alimentação saudável faz parte da merenda escolar, e é muito importante no processo de ensino aprendizagem”, concluiu.

Com total de 57 membros, a Associação de Agricultores, Piscicultores e Agroindústria de Polpa de Frutas da comunidade São Sebastião II já fornece os produtos da merenda escolar.

“A gente sabe do dia a dia do agricultor e do produtor lá no campo e a necessidade que tem de escoar a produção e vender seus produtos. Nosso trabalho aqui na cidade é correr atrás de garantir isso. Eu fico muito contente em saber que nossa associação foi contemplada e o objetivo será sempre esse, levar as merendas para as mesas das nossas escolas e assegurar o emprego e renda para as famílias desses agricultores”, salientou o presidente da Associação, Josimar de Oliveira Peixoto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode gostar

Programa Detran Cidadão chega a Humaitá com curso gratuito de mototaxista

Aulas iniciam neste sábado (04/12), e participantes que concluírem capacitação vão receber kit com capacete e colete

Wilson Lima sanciona lei que garante 14º e 15º salários aos professores da rede estadual de ensino

Bonificações serão pagas com base nos resultados das avaliações de 2021.

Sine Manaus oferta 237 vagas de emprego nesta quarta-feira

O candidato precisa validar a Carteira Digital e Previdência Social (CTPS).

Wilson Lima acompanha a entrega de 5 toneladas de pescado a mais de mil famílias, em Coari

Município é o terceiro do interior a receber o programa Peixe no Prato Solidário