Com o uso do Cerco Inteligente de Videomonitoramento, do programa Amazonas Mais Seguro, coordenado pela Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM), a Polícia Militar do Amazonas (PMAM) prendeu três pessoas neste sábado (20/11), no bairro Jorge Teixeira, zona leste de Manaus. O trio é suspeito de furtar um veículo, com o auxílio do dispositivo “chapolin”, no bairro Adrianópolis, zona centro-sul da cidade. 

Após a prisão do trio, o delegado Fábio Martins, plantonista do 14º DIP, chegou ao integrante da quadrilha que comercializava celulares furtados (FOTOS: Divulgação/SSP-AM ).

De acordo com informações policiais, os três infratores furtaram objetos de um veículo que estava no estacionamento em uma drogaria, localizada na avenida Efigênio Salles, bairro Adrianópolis, zona centro-sul da capital, usando o dispositivo “chapolin”, que impede o travamento das portas do veículo possibilitando a ação criminosa.   

O trio, identificado pelas câmeras do Cerco Inteligente, conduzia um veículo modelo Fiat Siena, de cor vermelha e placa clonada, quando foi interceptado por uma guarnição da 14ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) na avenida Hilário Gurjão, bairro Jorge Teixeira, na zona leste. Eles foram conduzidos ao 14º Distrito Integrado de Polícia (DIP), onde foram presos em flagrante por organização criminosa, furto qualificado e adulteração de veículos.  Após a prisão do trio, o delegado Fábio Martins, plantonista do 14º DIP, chegou ao integrante da quadrilha que comercializava celulares furtados.  

Cerco Inteligente – Lançado pelo governador Wilson Lima em outubro deste ano, o Cerco Inteligente inclui 500 câmeras instaladas em pontos estratégicos de Manaus, com monitoramento de alta tecnologia para auxiliar no combate ao crime.  

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode gostar

Impedir acesso de idoso e PcD a ônibus e veículos de aplicativo pode levar à prisão, alerta Delegacia do Consumidor

Vítimas devem formalizar ocorrência na delegacia e buscar reparação na Justiça.

Investimento fake: estelionatários usam aplicativos fictícios para atrair vítimas

Infratores influenciam vítimas a realizar pequenos investimentos em sites ou aplicativos fictícios