Operação Vetus 2 (FOTOS: Bianca Reis e Erlon Rodrigues/PC-AM).

A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio da Delegacia Especializada em Crimes Contra o Idoso (DECCI), apresenta o balanço da Operação Vetus 2, deflagrada com o objetivo de apurar crimes contra a pessoa idosa. A ação, que foi coordenada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), teve início no dia 15 de outubro e foi finalizada nesta quinta-feira (18/11).

A operação também contou com o apoio da Secretaria Executiva Adjunta de Direitos da Pessoa Idosa (Seadpi) e da Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc). Nesta manhã, um homem de 34 anos e uma mulher, de 46, foram presos em flagrante pelos crimes de apropriação de bens, abandono de incapaz e maus-tratos. As prisões ocorreram nos bairros Compensa e Aleixo, zona centro-oeste e centro-sul.

De acordo com a delegada Andrea Nascimento, titular da DECCI, contou que, nesta fase da operação, foram realizadas diversas ações de repressão e prevenção a crimes contra idosos em locais distintos da capital amazonense. Entre as atividades desempenhadas, foram feitas diligências domiciliares, orientações e panfletagem pela cidade, para conscientizar sobre o combate à violência contra idosos.

“Durante as diligências domiciliares, efetuamos a prisão de duas pessoas. O homem abandonou o pai, de 74 anos, em um hospital e vendeu o veículo do idoso pelo valor de R$ 33 mil, e não reverteu o dinheiro à vítima. A outra autora foi presa por maus-tratos e negligência, praticados contra seu cunhado, um idoso de 65 anos”, informou o delegado.

Foram realizadas 729 diligências domiciliares, com mais de 800 vítimas atendidas, e 14 prisões em flagrantes (FOTOS: Bianca Reis e Erlon Rodrigues/PC-AM)

A autoridade policial relatou ainda que, durante a ação, uma idosa de 72 anos foi resgatada. Ela estava sendo vítima de violência psicológica e apropriação de bens, praticadas pelo seu marido.

A secretária executiva adjunta de Direitos da Pessoa Idosa (Seadpi), Luciana Viana, destacou que o intuito da ação foi conscientizar a população sobre esses crimes. “Essa população precisa de um amparo especializado. Neste sentido, a operação se mostra necessária para o bem dessas vítimas, que passam por algum tipo de violência”, disse.

Balanço – Durante a Vetus 2, que ocorreu na capital e em mais 33 municípios do interior do Amazonas, foram realizadas 729 diligências domiciliares, com mais de 800 vítimas atendidas, e 14 prisões em flagrantes.

Procedimentos – O homem e a mulher irão responder por apropriação de bens, abandono de incapaz e maus-tratos. Eles serão encaminhados para à Central de Recebimento e Triagem (CRT), onde ficarão à disposição da Justiça.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode gostar

Polícia Civil do Amazonas prende cinco indivíduos pelo crime de receptação, em Tapauá

Entre os objetos apreendidos estão um rifle, malhadeiras, motores tipo rabeta e motosserra

No Amazonas, PM prende 17 pessoas durante patrulhamentos realizados nas últimas 24 horas

Maioria das prisões foi motivada pelos crimes de tráfico de drogas, porte ilegal de arma de fogo e roubo

PC-AM indicia homem por estupro de vulnerável e exploração sexual comercial de adolescentes

Durante ação, um homem foi preso por tráfico de drogas.

Teatro Amazonas apresenta programação especial para o Halloween

Espaço é símbolo da cultura do Amazonas.