O Amazonas encontra-se no cenário epidemiológico de “baixo risco” de transmissão de Covid-19, seguindo na fase 2 (amarela), conforme a nova edição do boletim ampliado sobre a doença, de nº 29, disponível no site da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas – Drª Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP) (www.fvs.am.gov.br). Apesar disso, o órgão alerta para o aumento de casos e para a baixa cobertura vacinal contra a doença no interior do estado.

Conforme o boletim ampliado, nos últimos 14 dias (1º a 15/11), foi observado um aumento de 50% na média diária de casos no Amazonas. A média móvel diária de casos na capital passou de 11, no dia 1º de novembro, para 21 casos por dia, em 15 de novembro. No interior do estado, também foi observado aumento médio de casos da doença, diariamente, passando de 29 casos, no dia 1º, para 38 casos por dia, no dia 15 de novembro.

Na taxa de incidência de Covid-19, o município do interior do estado que mais apresenta aumento do número de casos é Jutaí, com 1.024 por 100 mil habitantes, seguido por Boa Vista do Ramos (303) e São Gabriel da Cachoeira (232). 

A cobertura vacinal do esquema completo no Amazonas é de 60,4%, sendo que a capital apresenta cobertura de 70,5% e o interior de 48,1%, do público-alvo elegível para campanha de vacinação.

“É importante que as pessoas entendam que a pandemia não acabou. Não relaxem e continuem mantendo as medidas preventivas à Covid-19. A principal delas é a vacina, que é a nossa ferramenta mais poderosa atualmente”, disse Tatyana Amorim, diretora-presidente da FVS-RCP.

A FVS-RCP alerta que a chegada do inverno amazônico, caracterizado pelo período de maior incidência de chuvas, marca também a sazonalidade do aumento de casos de Síndrome Gripal (SG) e Síndromes Respiratórias Agudas Graves (SRAG).

“Durante todo o período da pandemia, a taxa de incidência de Covid-19 foi maior nas pessoas de 60 anos ou mais. No entanto, com o avanço da vacinação, houve redução na incidência de casos em idosos. Ao analisar a variação da taxa de incidência de setembro para outubro de 2021, observa-se redução de 22% em idosos e de 21% na faixa etária de 20 a 59 anos”, acrescentou Daniel Barros, assessor da Sala de Situação de Saúde, coordenada pela FVS-RCP.

Indicadores – Em relação à taxa de internação, na comparação entre os meses de setembro a outubro deste ano, houve aumento de 12% na faixa etária de 20 a 59 anos e 11% em idosos (acima de 60 anos) e redução de 20% em pacientes abaixo de 20 anos.

Ainda conforme o boletim, nos últimos 14 dias, a média móvel diária de óbitos no estado vem apresentando valores inferiores a 1 óbito por dia.

Referência – A FVS-RCP é responsável pela Vigilância em Saúde do Amazonas. A instituição funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, na avenida Torquato Tapajós, 4.010, Colônia Santo Antônio, Manaus. Os contatos telefônicos da FVS-RCP são (92) 2129-2500 e 2129-2502.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode gostar

Balé Folclórico do Amazonas participa de festival na Colômbia

Na primeira viagem internacional, companhia apresenta “A Dança do Sol” e “Cenas Amazônicas”.

Emoção em família: novos policiais militares festejam entrada na corporação

Formatura ocorreu na Arena Poliesportiva Amadeu Teixeira.

Prefeitura apresenta colaborações à normativa do Iphan para o Centro Histórico

O local protegido pelo Iphan abrange uma área entre a orla do rio Negro e o entorno do Teatro Amazonas.

Eleição define nova composição do Conselho Municipal da Assistência Social

A nova gestão eleita terá mandato exercido no biênio 2021/2023.