Ao todo, estão participando 128 internos da capital e do interior, e 15 pessoas do público extramuros (FOTOS: Divulgação/Seap).

Nesta terça-feira (16/11), oito novos cursos profissionalizantes começaram a ser ministrados no sistema prisional do Amazonas, por meio da parceria entre a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) e o Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam). Ao todo, estão participando 128 internos da capital e do interior, e 15 pessoas do público extramuros. Ação visa profissionalizar o maior número possível de pessoas privadas de liberdade.’

As áreas dos cursos ministrados variam, mas todos possuem o método de ensino dividido entre aulas teóricas e práticas, e a realização de avaliações técnicas. O curso selecionado para as reeducandas do regime fechado do Centro de Detenção Feminina (CDF) foi o de Corte e Costura, com carga horária de 150 horas.

No Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), o curso a ser realizado será de Pintor de Obras, de carga horária de 120 horas, para 15 internos. E nos Centros de Detenção Provisória de Manaus 1 e 2 (CDPM 1 e 2), os cursos são, respectivamente, de Assentamento de Cerâmica, também com o total de 120 horas, para 20 participantes; e de Pedreiro, com carga horária de 160 horas, com 15 participantes.  

As áreas dos cursos ministrados variam, mas todos possuem o método de ensino dividido entre aulas teóricas e práticas, e a realização de avaliações técnicas (FOTOS: Divulgação/Seap).

No Instituto Penal Antônio Trindade (Ipat), 25 internos compõem a turma do curso de Instalação e Manutenção de Condicionador de Ar, com carga horária total de 160 horas. O curso de Instalações Hidráulicas, com carga horária de 120 horas, foi oferecido a 20 internos da Unidade Prisional do Puraquequara (UPP), e 15 em Itacoatiara (UPI).

O público extramuros, composto por apenados do regime semiaberto, aberto, da Casa do Albergado (CAM) e pessoas em alternativas penais, também foi contemplado com a parceria. Para eles foi reservado o curso de Repositor de Materiais, de 60 horas.

A chefe do Departamento de Reintegração Social e Capacitação (Deresc), Keyla Prado, comemora o alcance das capacitações. “Estamos iniciando mais uma rodada de cursos em parceria com o Cetam que irá alcançar mais de 140 pessoas do sistema penitenciário. Almejamos sempre profissionalizar essa população, para que eles tenham a chance de recomeçar suas vidas por meio do trabalho, seja atuando de forma independente ou em empresas”, destacou Keyla Prado.

Certificação – Hoje (16/11) pela manhã, ocorreu a cerimônia de certificação do curso de Instalação e Manutenção de Condicionadores de Ar, a 23 reeducandos do programa de ressocialização Trabalhando a Liberdade do CDPM 1. Na ocasião, esteve presente o secretário-executivo adjunto, coronel André Luiz Barros Gioia; a coordenadora de cursos do Cetam, Regiomara Lasmar; os familiares dos formandos e demais convidados.

“Este é um momento onde esses formandos estão adquirindo uma identidade profissional, que vai ajudá-los a desenvolver uma profissão digna e legítima ao retornarem ao convívio social. Mais do que apenas uma solenidade de certificação, para os reeducandos, significa um novo começo, onde eles deixam para trás o passado e dão início a um futuro de esperança”, disse o gerente de ressocialização da empresa terceirizada New Life Gestão Prisional, Alexandre Calixto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode gostar

Faculdade amazonense oferece 1 mil bolsas de estudos para cursos de pós-graduação

O processo seletivo se aplica aos cursos que iniciam no primeiro semestre de 2022