O aquecimento do setor da construção civil segue apresentando reflexos positivos nos números de licenciamento da Prefeitura de Manaus, via Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb). De janeiro a outubro de 2021, a Divisão de Aprovação de Projetos (Diap) teve um incremento de 149% em relação a 2020, totalizando aproximadamente 5 mil processos que deram entrada contra 1.998, do mesmo período do ano anterior.

De janeiro a outro deste ano foram 972 alvarás de construção e mais 464 certidões de Habite-se. Na análise de projetos são 4.939 no acumulado, contra 1.987. No alvará, comparando com 2020, a alta chega a 116%, e no Habite-se, é de 45%.

No mês de outubro o Implurb teve um crescimento de 257% na análise de processos na Diap, com 668 contra 187 do ano passado. Foram expedidas 57 certidões de Habite-se, em 2021, e 42, em 2020, uma alta de 36%. Os alvarás somam 105, acréscimo de 94% comparando com os 54 do ano passado.

“Para buscar transformar Manaus em uma cidade global, seguindo as diretrizes do prefeito David Almeida, estamos evoluindo no licenciamento de projetos, tanto na área urbanística quanto tributária e ambiental. O Implurb está buscando, junto com os órgãos licenciadores, alcançar a meta definida pelo prefeito, em trabalho com o CMGE (Conselho Municipal de Gestão Estratégica)”, afirmou o diretor-presidente do Implurb, engenheiro Carlos Valente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode gostar

Amazonas prevê R$ 12 milhões de emendas federais na assistência social

Recursos serão aplicados em modernização e equipagem dos Cras e Creas e melhoria da política estadual de segurança alimentar

Governo do Amazonas amplia metas ambientais com a Coalizão Under2

Estado integra comunidade global para mitigar mudanças climáticas; compromissos foram publicados no Diário Oficial

TCE-AM aguarda resposta de 55 prefeitos a índice que pode reprovar contas anuais

As prefeituras municipais têm até o dia 31 de março para responder, por completo, a todos os sete questionários disponibilizados via portal e-Contas do Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM)