Foto: Thiago Fernando / Secom

Para garantir o avanço e novos investimentos em áreas como infraestrutura e mobilidade urbana, a Prefeitura de Manaus assinou, nesta quinta-feira, 28/10, um convênio no valor de R$ 400 milhões com o Banco do Brasil. A assinatura do documento aconteceu no Casarão da Inovação Cassina, na rua Bernardo Ribeiro, Centro. Segundo o prefeito David Almeida, a iniciativa é de suma importância para que a gestão municipal possa dar sequência nos projetos de modernização da cidade.

“Com esse recurso, teremos como seguir adiante com os nossos projetos de modernização da cidade de Manaus. São R$ 400 milhões que serão empregados em melhorias na mobilidade urbana e infraestrutura. Além disso, no último domingo, assinei um convênio de R$ 580 milhões com o governo do Estado. Assim, vislumbramos um futuro muito bom para a nossa cidade. Lembrando que este ano estivemos amarrados com o orçamento quase R$ 2 milhões menor que o executado pela última gestão. Planejamos para 2022, um orçamento de R$ 7,2 milhões, assim, a população pode ter certeza de que Manaus vai virar um canteiro de obras, que visa melhorar a qualidade de vida de todos os moradores”, enfatizou Almeida.

Participaram também da reunião, o vice-prefeito e secretário Municipal de Infraestrutura (Seminf), Marcos Rotta, o secretário da Casa Civil, Tadeu Souza, o secretário municipal de Finanças e Tecnologia da Informação (Semef), Clécio Freire, e de maneira virtual, o vice-presidente de Governo e Sustentabilidade Empresarial do Banco do Brasil (BB), Antônio José Barreto Júnior.

David Almeida já havia anunciado na última segunda-feira, 25/10, a intenção da Prefeitura de Manaus de realizar a construção de cinco viadutos e passagens de nível pela cidade. Além disso estão previstas construções de praças, a continuação de revitalizações asfálticas das ruas da capital e a recuperação de espaços públicos municipais.

Foto: Thiago Fernando / Secom

O titular da Semef, Clécio Freire, explicou que esse convênio será quitado em 10 anos, com carência de 12 meses para iniciar os pagamentos. Para ele, esses valores serão utilizados na transformação Manaus.

“Hoje foi um marco para a Semef e para a Prefeitura de Manaus. É uma reestruturação na parte dos investimentos que serão feitos pela gestão municipal. Esse valor será utilizado sobretudo na infraestrutura e na mobilidade urbana. Obviamente que outros setores serão também contemplados. Essa é uma operação de crédito que se iniciou no início da gestão e agora se consolida. O Banco do Brasil assinou, a prefeitura assinou e agora é publicar, submeter à procuradoria da Fazenda Nacional, para que no máximo em sete ou dez dias, esses recursos possam estar sendo aportados na conta da prefeitura”, finalizou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode gostar

Governo do Amazonas entrega Auxílio Estadual em nove municípios nesta sexta-feira

O benefício, no valor de R$ 150 mensais, é destinado a pessoas em situação de pobreza e extrema pobreza em todo o estado

Parlamento estadual aprova Regime de Urgência em tramitação de sete Projetos de Lei

Entre os Requerimentos de Urgência aprovados, encontra-se o  nº 5957 de 2021

Wilson Lima assina termo de cooperação para trazer projeto social da CBF para o Amazonas

A assinatura do termo ocorreu na sede da CBF, no Rio de Janeiro.

Promotores Eleitorais fiscalizam comícios na reta final da eleição em Coari

A Resolução do TRE-AM n. 24/2021 define que a propaganda eleitoral da eleição suplementar seja regulada