Foto: Diego Peres/Secom

O projeto de lei do Governo do Amazonas que institui o Auxílio Estadual permanente foi aprovado na Assembleia Legislativa do Estado (Aleam), nesta quarta-feira (27/10). Criado pelo governador Wilson Lima, o benefício de R$ 150 por mês vai alcançar 300 mil famílias de forma permanente, independentemente de até quando possa se estender a pandemia do novo coronavírus.

Foto: Diego Peres/Secom

Para os deputados estaduais, a iniciativa do governador é essencial para garantir, principalmente, a segurança alimentar de milhares de famílias, que perderam até mesmo a capacidade de se sustentar durante a pandemia. Por essa razão, o Auxílio Estadual permanente é considerado como o maior programa de distribuição de renda da história do Amazonas.

“Fica instituído o Auxílio Estadual, com a finalidade de garantir segurança alimentar e proteção social à população carente, por meio de complementação de renda, cuja situação de vulnerabilidade social tenha sido agravada pela pandemia da Covid-19”, define o artigo 1º da lei, que agora segue para a sanção do governador Wilson Lima.

“A iniciativa é importante para garantir o direito das famílias de se alimentarem, e é uma injeção na economia do estado. Esse é o maior programa de distribuição de renda da história do Amazonas. Serão R$ 540 milhões na economia do estado”, destaca o deputado Saullo Vianna.

O líder do Governo na Aleam, deputado Felipe Souza, afirma que o auxílio tem um alcance social gigantesco. “Beneficiará famílias que passam necessidade”, afirmou. Segundo ele, esse é um programa que está sendo possível após planejamento e esforço do Estado em equilibrar as contas, mesmo diante da retração econômica provocada pela pandemia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode gostar

Sine Manaus oferta 224 vagas de emprego nesta quarta-feira, 13/4

Para participar da pré-seleção e concorrer a uma das vagas disponíveis, os candidatos devem comparecer ao posto da Avenida Constantino Nery.