Maués vai ganhar murais que falam sobre a cultura do homem da floresta pelas mãos do artista visual Erick Dammon, conhecido como Nommad, que realiza o projeto “Murais de Mawe”, contemplado pelo Prêmio Feliciano Lana, da Lei Aldir Blanc, promovido pelo Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa.

Ao todo serão três murais a partir da arte urbana contemporânea, especificamente o muralismo com técnicas de graffiti, que ocuparão pontos estratégicos do município. Nommad já trabalha na ideia do projeto desde 2018, quando se mudou para Maués e iniciou uma nova linha artística em sua carreira, sobre a vivência do homem da floresta, sua crença, culinária e a mística do ambiente onde esse homem vive.

As obras também falam dos costumes da tribo Sateré-Mawé, a cultura do guaraná, e a figura da matriarca como fonte de energia da criação.

“Englobo tudo isso no meu processo criativo e passo para o público de uma forma educativa, através de uma história das imagens que compõem uma linguagem de valorização, construção e resgate da cultura indígena e ribeirinha. Foi muito bem aceito em Maués quando comecei a fazer alguns trabalhos, fiz parcerias com ONGs e também com a prefeitura do município”, explicou o artista.

Com o edital Feliciano Lana, o artista deu continuidade ao seu trabalho em Maués por meio do projeto “Murais de Mawe”. O primeiro mural já foi finalizado, na avenida Antártica, uma das principais do município. Nommad teve que suspender os trabalhos por conta das chuvas, mas declarou que deve realizar o segundo mural neste mês de agosto.  

“Até novembro, considerando as chuvas em Maués, pretendo entregar o terceiro e finalizar o projeto”, declarou.

Você pode gostar

Espetáculo Dança Manaus será apresentado no Teatro da Instalação neste sábado (09)

A coordenadora do projeto explica que o objetivo de democratizar as vivências estéticas na área da dança por meio de intercâmbio cultural foi alcançado.

Boi Pavulagem e grupo Troar dos Tambores se apresentam pelas ruas de Maués

O evento é uma realização do projeto ‘Tamboreando Cultura na Terra do Guaraná’

Acervo de coleção do poeta Thiago de Mello está sendo organizado por grupo de pesquisadores do Amazonas

Projeto apoiado pela Fapeam possibilita a manutenção e realização de pequenos reparos em mais de 10 mil itens pessoais do escritor, que faleceu nesta sexta-feira (14/01)