Foto: Cleudilon Passarinho

O Governo do Amazonas, por meio da Fundação Amazonas de Alto Rendimento (Faar), irá investir o valor de R$ 1,1 milhão na Escolinha da Vila, ainda no mês de agosto, para o fomento do esporte de base como o basquete, futsal, tênis de mesa, judô e ginástica rítmica e artística. A Vila Olímpica de Manaus, localizada na zona centro-oeste da capital amazonense, também receberá melhorias de pintura, infraestrutura de pavimentação e nas instalações elétricas e hidráulicas. 

“Esse investimento é essencial para os profissionais, atletas e federações que utilizam a Vila Olímpica. Vamos investir fortemente nas melhorias e dar a infraestrutura que o esporte de alto rendimento do Amazonas merece e, também, com um olhar sensível para a base de onde primeiro surgem os futuros campeões”, afirmou o diretor-presidente da Faar, Jorge Oliveira.

Além do investimento direto às Escolinhas, os espaços da Vila Olímpica como quadras, calçamentos, área destinada ao atletismo e o Centro de Ginástica do Amazonas passarão por revitalização. As melhorias fazem parte do plano de reabertura gradual das atividades esportivas da Vila Olímpica de Manaus e demais praças administradas pela Faar, conforme a Portaria nº 109/2021, publicada no Diário Oficial do Estado.

Apoio – A ginástica artística e rítmica do Amazonas conta com o investimento da Faar. As atletas Raicca Tomé, 13 anos, e Ana Carolina Pedrosa, 12 anos, foram atendidas com passagens de Manaus à São Paulo (SP) para a participação no Campeonato Brasileiro Juvenil de Ginástica Rítmica, que será realizado entre os dias 9 e 15 de agosto, na cidade de São Caetano do Sul (SP).

“Esse investimento, através das passagens, é muito importante para voltarmos às competições no cenário nacional. Investir na base é colher os frutos lá no futuro. Elas têm idade para chegar às Olimpíadas de Paris 2024”, comentou a treinadora das atletas, Giulia Pontes.

Espaço exclusivo para a prática da ginástica artística e rítmica, o Centro de Ginástica do Amazonas receberá atenção especial no plano de reforma dos espaços da Vila Olímpica. Além das melhorias na infraestrutura, o ginásio passará por reparos nas redes hidráulica e elétrica.

“Com o Ginásio fechado no período crítico da pandemia, a gente estava sem local para treinar. Aqui no Centro de Ginástica é onde tem a estrutura para as atletas se preparem para a competição. Então faz uma diferença enorme, e agora com o anúncio da revitalização do ginásio é mais que um incentivo. É maravilhoso”, completou Giulia Pontes.

Você pode gostar

Corrida dos Imunizados movimenta a Arena da Amazônia com incentivo à vacinação e doação de sangue

Corredores de rua com esquema vacinal completo entraram em ação na disputa realizada na manhã desta quarta-feira (8)

Irmãs indígenas conquistam ouro na Copa América de Jiu-Jitsu Esportivo

Atletas participaram da categoria Mirim no evento que ocorreu no último sábado (19/02)

Aluno da rede estadual chega às quartas de final em Competição Brasileira de Tênis de Mesa

Delegação viajou ao sul do Brasil com apoio do Governo do Amazonas

Com apoio do Governo do Estado, irmãs indígenas conquistam medalha de ouro na Copa Manacapuru de Jiu-jitsu

Fundação Estadual do Índio destaca garra e determinação das irmãs da etnia Kokama, Ana Izabele e Ana Isabel, treinadas pelo pai